Uma cirurgia para aumentar o pênis

Há apenas uma cirurgia para aumentar o pênis, por métodos controversos e resultados incertos. Alguns homens que se submetem a essa cirurgia ficam entusiasmados com os resultados, enquanto outros homens declararam seu médico. Se você está considerando a cirurgia para aumentar seu pênis, ou simplesmente por curiosidade e informação, é interessante conhecer os riscos e entender as motivações.

Riscos: cicatrizes da impotência

Cirurgiões projetaram procedimentos reconstrutivos para pênis que foram amputados por circuncisão, mordidas de animais, acidentes de trânsito ou agressões físicas, entre outras causas. Um pênis pode ser construído quando uma mulher quer mudar de sexo e quando uma criança nasce com uma malformação congênita. Alguns cirurgiões até desenvolveram procedimentos para aumentar o diâmetro e o comprimento do pênis. No entanto, as associações médicas dos especialistas envolvidos, como urologistas, cirurgiões plásticos e cirurgiões plásticos, têm declarações de princípio contra procedimentos de cirurgia plástica para aumentar o tamanho do pênis.

Para alongar o pênis, a cirurgia típica envolve a seção do ligamento suspensor que prende o pênis ao osso púbico e sustenta a pele do abdome até o tronco do pênis. O ligamento suspensor estabiliza e fornece a direção ascendente típica do pênis ereto. Quando o ligamento suspensor é cortado, o pênis parece mais longo porque há mais fora do corpo. Mas a seção do ligamento suspensor pode causar instabilidade de ereção do pênis, que oscila e é colocado em um ângulo incomum. Por exemplo, após o corte do ligamento suspensor, as ereções podem ser mais horizontais e lateralizadas do que na posição vertical típica.

Para aumentar a espessura, os médicos geralmente injetam gordura, sugam de outra parte do corpo, dentro do pênis ou removem o tecido grau de outra parte do corpo e o enxertam no tronco do pênis. . O tecido corporal também pode ser usado. Nem o corte do ligamento suspensor nem a injeção de gordura se mostraram procedimentos seguros e eficazes, segundo os especialistas.

Quais dietas existem e com o que você realmente vai perder peso?

Se você quer perder peso, a coisa mais óbvia a fazer é seguir uma dieta para isso. Existem muitos tipos diferentes de dietas, incluindo a dieta de Cambridge, mas também a dieta com baixo teor de carboidratos ou dieta Paleo. Claro que você também pode queimar gordura comendo de maneira diferente. Isso requer os ajustes necessários e as metas de definição do curso que você deseja alcançar. Você pode querer tirar alguns quilos. Outra história é se você está acima do peso 30 libras ou mais. No último caso, você terá que fazer um plano claro de abordagem.

Os benefícios de perder peso com uma dieta

Uma dieta geralmente ajuda com isso porque foi desenvolvida com o conhecimento e os objetivos necessários. Desde que você siga a dieta correta, porque existem dietas suficientes que fazem pouco ou nada para você. Certifique-se de conhecer as regras de perda de peso e, em seguida, escolha uma dieta. Desta forma, você garante que você pule todas as armadilhas, como o efeito yo-yo. E você vai perder peso imediatamente no caminho certo.

Dieta pobre em carboidratos é muito popular hoje em dia

É importante que, quando você quer perder peso, alguns fatores sejam aplicados corretamente. Nós todos sabemos que carboidratos e gordura engrossam rapidamente. E que você não queime a gordura de comer demais. Mas como você vai ajustar isso na prática para que você possa realmente alcançar seu peso ideal? Perder peso rapidamente com a dieta pobre em carboidratos é a resposta correta para essa pergunta. Com esta dieta você vai comer de forma diferente e aprender a comer os carboidratos certos. Muitos dos carboidratos presentes nos produtos da loja contêm muitos carboidratos simples, incluindo açúcares. Graças ao seu IG alto (índice glicêmico), eles fornecem energia rapidamente, mas também rapidamente ficam acima do peso em caso de um excedente. E você logo recebe muitos desses carboidratos. Portanto, se você quiser queimar gordura corporal, terá que focar suas flechas muito mais nos múltiplos carboidratos com baixo IG. Eles fornecem energia mais gradual e lhe dão a chance de desenvolver a obesidade muito menos rapidamente.

Obstáculos para ter um bom colágeno

Sol O

ditado “sol, ar e água – nossos melhores amigos” precisa de esclarecimento. Mudanças negativas na qualidade da pele sob a influência do sol, ou fotoperíodo, podem ocorrer em qualquer idade. Os raios ultravioletas destroem o colágeno e a elastina, pois eles suportam o acúmulo de radicais livres, que por sua vez também contribuem para o envelhecimento. Como resultado, a pele fica seca e áspera, perdendo gradualmente o seu tom, rugas e manchas de pigmentação aparecem.

Fumar.

COLORAÇÃO É PERIGOSO PARA SUA SAÚDE- Está escrito em cada maço de cigarros e ocupa 30% a 50% dos países do pacote, mas em nossas mentes% desse risco não é aumentado nem um jota. No entanto, existe um perigo. Em relação ao nosso tema: cientistas japoneses da Faculdade de Medicina da Universidade de Nagoya no estudo da estrutura das células, descobriram que as células de fumantes produzir mais metaloproteinases de matriz (MMP) – substâncias que empobrecem a estrutura extracelular da pele e seu principal componente – colágeno. Além disso, como resultado do tabagismo, a produção de novo colágeno a partir das células é reduzida em 40%. Para não mencionar o estreitamento dos vasos sanguíneos e a limitação da capacidade de oxigênio do sangue. Não admira que dizem que o fumante pode ser reconhecido na condição da pele amarelada e áspera.

Colágeno em cosméticos

E assim: o papel do colágeno e da elastina em manter nossa pele saudável e elástica é comprovado pela ciência. Está também provado que estas estruturas de suporte perdem a sua capacidade ao longo do tempo e elas próprias precisam de manutenção. Foi isso que os cosmetologistas fizeram – e foi assim que surgiu a cosmologia. Juntamente com o surgimento de artigos ” cosméticos de colágeno ” apareceu para revelar os “planos mercantis de especialistas em marketing”.

Hoje, a indústria cosmética moderna oferece uma variedade de cremes à base de colágeno. Os preços desses produtos variam muito, desde um segmento de preço democrático até a classe premium e de luxo. Mas a escolha desses fundos deve ter muito cuidado, porque de colágeno ao colágeno tem a distinção além de tudo isso é quantidade crucial de colágeno na instalação (ou seja, não encontrá-lo na lista de ingredientes de fundos). O colágeno utilizado na cosmetologia tem origens diferentes: vegetal, animal, marinho.

O pó de colágeno acelera o metabolismo

Sabe-se que a escassez de colágeno ao longo dos anos reflete tanto a dor nas articulações e sua condição.

Por tê-lo nos vasos sanguíneos, pode-se dizer que ele mantém a saúde do sistema cardiovascular, pois previne o surgimento da aterosclerose . De importância fundamental é o bom funcionamento do trato gastrointestinal. Além disso, alguns estudos associam a falta de colágeno à síndrome do intestino irritável. Traz a conexão com doenças inflamatórias do intestino – doença de Crohn e colite ulcerativa . Em tudo isso, o pó de colágeno acelera o metabolismo e é um excelente aliado na preservação da saúde do fígado. Ou seja, torna mais resistente aos efeitos de substâncias nocivas e toxinas que trazemos para a dieta todos os dias. É por isso que facilita a desintoxicação.

O que causa falta de colágeno no corpo?

Quando perguntado por que o colágeno nos ossos e articulações é perdido, ainda não há uma resposta única. Infelizmente, o envelhecimento não é o único que retarda o processo de produção deste composto proteico. Algumas doenças auto-imunes, como lúpus e artrite reumatóide, levam a uma diminuição da concentração de colágeno no organismo. Embora esses fatores não possam influenciar, há aqueles que estão subordinados aos nossos hábitos e estilo de vida. Por exemplo, a exposição excessiva aos raios solares é prejudicial a este composto. No entanto, não se deve esquecer que 20 minutos por dia ao sol é necessário para cada um de nós. Expire à noite, quando é menos intenso, mas também favorece grandemente a produção de vitamina D no organismo. Saiba mais em proteina renova 31.

Fumantes são encontrados regularmente com falta de colágeno.

A matéria prejudicial dos cigarros afeta não somente sua produção, mas também sua saúde geral. Finalmente, atenção deve ser dada à nutrição. A pesquisa mostrou que as pessoas que entram mais açúcar no corpo mais frequentemente enfrentam doenças graves e doenças. Para todos eles, é crucial para ejetar quantidades excessivas de carboidratos das refeições comuns. Aprenda em quais alimentos é o colágeno e personalize seus cardápios.

Muitos casos de impotência são causados ​​por causas físicas

Muitos casos de impotência são causados ​​por causas físicas, como diabetes, distúrbios da tireoide, aterosclerose ou lesões no pênis.

Sintomas de impotência (disfunção erétil), causas, métodos de tratamento

A disfunção erétil ou também conhecida como impotência é a incapacidade de um homem obter e manter uma ereção suficiente na relação sexual. Em outras palavras, o pênis de um homem é menos duro, macio. Essa condição também é chamada de impotência.

Segundo o Dr. Boyke, a melhor ereção é comparada a um pepino, uma ereção é comparada a uma banana, enquanto uma má ereção é como salsicha.

Como a ejaculação precoce, a maioria dos homens tem vergonha de admitir e falar sobre isso. De fato, a consulta, a comunicação com os parceiros e os métodos de tratamento apropriados podem curar a impotência.

Antes ou depois da vida, todo homem tem alguns problemas com o pênis. O problema pode ser maior ou menor e deve ser resolvido o mais rápido possível. Às vezes não é fácil encontrar uma solução para que muitos busquem ajuda na internet. Algumas das preocupações que os homens podem ter são aumento do pênis, disfunção erétil e pênis curvado ou doença de Peyroni.

A questão colocada por um grande número de homens é que seu pênis é grande o suficiente para satisfazer seu parceiro? Considerando que muitos homens têm um pênis pequeno procurando uma maneira de aumentar o pênis. Várias pesquisas conduzidas anonimamente em mulheres na Europa indicam que as mulheres têm um tamanho de pênis importante, por isso os homens têm razão quando procuram um aumento natural do pênis . Se uma pessoa tem um pênis pequeno não significa que ele não pode encontrar seu parceiro. Isso não significa que não possa ter uma boa vida sexual. Mas se já houver uma chance de o pênis aumentar, é uma pena não usá-lo. Aumento natural do pénis é possível com a ajuda de uma tração e, assim, aumenta o corpo do pênis.

Disfunção erétil ou impotência não é mais um problema que:

No caso em que um homem não quer ou não é capaz de usar os meios mencionados, implantes – dentaduras podem ser inseridos no pênis por cirurgia. A disfunção erétil ou impotência não é mais um problema que deve passar pelo não diagnosticado ou indesejado. O exame crítico da história da doença e o exame da causa podem frequentemente ser identificados e examinados pelas opções de tratamento. Esta doença pode ser considerada uma doença do coração porque afeta tanto o paciente como seu parceiro. Uma conversa aberta pode levar a um restabelecimento de uma função sexual saudável que leva a uma intimidade melhor tanto para o homem quanto para o parceiro.

Disfunção erétil baixa – a próxima célula – impotência?

O primeiro sinal de impotência pode ser considerado uma disfunção erétil fraca, que requer tratamento imediato com agentes folclóricos ou farmacêuticos. Se o primeiro acidente ainda puder ser atribuído ao álcool, fadiga ou estresse, todos os medicamentos a seguir devem ser tratados. E você não precisa começar a terapia de choque com remédios de alta dosagem, visitar um psicólogo ou mudar de emprego, tentar lidar com o problema com métodos mais conservadores e orçamentários.

Má ereção: ele trata?

Talvez esta seja a questão mais excitante. Sim, pode ser curado, para o qual existem muitos medicamentos, técnicas psicológicas, procedimentos específicos e apenas presentes da natureza. A chave para seu uso bem-sucedido é a pontualidade, o comportamento responsável, a conformidade com todas as recomendações e o foco no sucesso.

Com relação ao tratamento da disfunção erétil em remédios populares masculinos, é impossível mencionar as ervas medicinais.

A força da orquídea é a raiz dos tubérculos, que são secos e aplicados ao estado em pó. Se cada dia dissolver 40 g de pó em uma pequena quantidade de creme azedo ou leite, a energia sexual não durará muito. A substância acabada deve parecer uma massa.

Problemas emocionais e psicológicos da disfunção

Problemas emocionais e psicológicos, como culpa ou várias preocupações Especialmente preocupações sobre o desempenho sexual Que medo que o pênis não seja capaz de endurecer O pênis não está totalmente ereto.

Galpão muito rápido Com medo de fazer muitas coisas ruins.

Condições que afetam o cérebro e diminuem o desejo sexual incluem depressão ou esquizofrenia. O uso de drogas que afetam o sistema nervoso central, como sedativos Antidepressivo Algumas drogas anti-hipertensivas e álcool, incluindo doenças crônicas, como doenças cardíacas, doenças pulmonares, renais ou hepáticas e certos tipos de câncer.

Alterações hormonais que reduzem o desejo sexual Incluindo níveis reduzidos de testosterona.

Vários distúrbios no cérebro que esta desordem pode não afetar o desejo sexual Mas há uma relevância neurológica que afeta a função sexual Tais distúrbios incluem tumores cerebrais e coágulos sanguíneos no cérebro. Existem anormalidades na medula espinhal, como esclerose múltipla ou lesões na medula espinhal. Nervos periféricos destruídos Qual é causado pelo diabetes Ou cirurgia pélvica para tratar câncer de próstata.

Comer certos medicamentos pode causar problemas de disfunção erétil. Incluindo receber nicotina do fumo por um longo período de tempo, com doença arterial periférica (O fluxo sanguíneo não atinge o final do pênis e do pênis).

Disfunção sexual

Disfunção sexual Disfunção sexual em homens O problema mais comum é a incapacidade de erguer o pênis. Ou manter a solidificação É longo o suficiente para ter relações sexuais normais Atualmente popularmente conhecido como “Disfunção Erétil”, estresse, ansiedade, depressão, consumo excessivo de álcool Alguns medicamentos como O tratamento medicamentoso para a depressão, pílulas para dormir pode resultar na deterioração do desempenho sexual. Um dos fármacos que atualmente está recebendo mais atenção é o remédio para a disfunção erétil. Quais pessoas com esta doença Muitas vezes tem problemas sexuais Porque o pênis não está ereto Ou não pode endurecer o suficiente para ter relações sexuais satisfeitas com sucesso Essa condição geralmente ocorre em uma base regular.

Diabetes pode contribuir para o desenvolvimento da disfunção erétil

Diabetes pode contribuir para o desenvolvimento da disfunção erétil através de vários fatores. Além de danos vasculares (arteriosclerose, dano endotelial) e danos nos nervos (neuropatia) também podem ser medicações como agentes anti-hipertensivos ou antidiabéticos orais. Um nível de açúcar bem ajustado reduz o risco de ED.

Como a masculinidade em nossa sociedade é equiparada à potência, a disfunção erétil puramente orgânica causa muitas vezes problemas de saúde mental, que por sua vez aumentam e sustentam a disfunção erétil. O medo resultante do fracasso leva a um círculo vicioso do qual alguns homens não encontram saída sem ajuda: o medo e a intensa introspecção impedem uma ereção suficiente, e experimentar esse “fracasso” aumenta a ansiedade. Portanto, um tratamento moderno da disfunção erétil não perderá de vista e incluirá problemas psicológicos, mesmo com causas orgânicas reconhecíveis.

A depressão e o humor deprimido afetam negativamente o desejo sexual, o que, por sua vez, leva à capacidade de ereção prejudicada. Até mesmo a droga antidepressiva pode afetar adversamente a capacidade de luxúria e ereção. Em tais casos, a substituição da preparação pode ser relevante.

Causas corporais

A doença cardiovascular pode afetar a ereção, causando calcificação nos vasos sanguíneos que complica a ereção. Danos nos nervos e diabetes também podem afetar adversamente. Danos nervosos ocorrem em cerca de 10% dos homens com distúrbios de poder. Mesmo o tratamento cirúrgico, por exemplo, da próstata pode causar complicações com a ereção. A falta de hormônios, especialmente o hormônio sexual testosterona, pode afetar, mas geralmente não é uma causa única de problemas de potência. A deficiência hormonal também é comum em homens com doenças crônicas.

consultor

Se os problemas são permanentes ou persistem por um longo período, pode ser necessário procurar ajuda para um exame e qualquer tratamento. Dependendo do que causou a capacidade prejudicada, diferentes métodos de tratamento podem ser apropriados.

Impotência no dia a dia

Impotência no dia a dia

Há poucas coisas que os homens temem mais do que se o verdadeiro protagonista debaixo do cobertor sofresse de medo, justamente quando a cortina deveria subir. Mandom de despedida. Adeus sexo de sonho. Ganhe Presença de Humor. O resto da vida será caracterizado pelo isolamento e abstinência.

Embora a impotência possa afetar a todos, talvez seja a doença que a maioria dos tabus rodeia, e a maioria reluta em dizer até mesmo a sua melhor amiga sobre a impotência – sim, muitos de nós somos tão estúpidos que acreditamos que nós podemos manter isso em segredo para o nosso parceiro.

Portanto, pode-se sentir facilmente sozinho, se o pequeno patife não quiser, como se quer. No entanto, você pode ter certeza de que, mais cedo ou mais tarde, estará falhando. É um grande número de homens que, em algum momento de suas vidas, experimentam uma séria e prolongada impotência.

Desde quando as pessoas falam sobre um problema de ereção?

Você já tem uma disfunção erétil se não conseguir ou reter uma ereção uma vez? Claro que não. Mesmo quando jovem, pode acontecer com você que, depois de uma noitada, você não possa ir para a cama. Ou quando alguém quer persuadi-lo a fazer sexo contra sua vontade. Fala-se de um problema de ereção apenas quando ele falha repetidamente em obter uma ereção ou quando a ereção desaparece durante o sexo. Muitos homens se envergonham disso e acabam em um círculo vicioso de medo do fracasso e da incerteza.

Muitos homens sofrem de problemas de ereção?

Problemas de ereção são comuns. Quase todo homem já experimentou que é difícil obter ou manter uma ereção. Homens mais jovens e mais velhos. Problemas de ereção mais duradouros são mais comuns em homens que são mais velhos e também têm mais uma causa médica.

Quais são as causas dos problemas de ereção?

Problemas de ereção podem ter causas físicas e psicológicas. Em muitos casos, é uma combinação de ambos. Eles podem ser temporários, baseados em situações ou de duração mais longa. As causas mais comuns são:

temporário ou relacionado à situação : estresse, fadiga, uso de álcool ou drogas são responsáveis ​​por grande parte de todos os problemas de ereção. Se estas causas forem removidas, geralmente não há nada mais a ver com a ereção.

psicológico : uma auto-imagem negativa, não encontrar você ou seu parceiro (mais) atraente, problemas de relacionamento … Os homens correm o risco de acabar em um ‘círculo vicioso’ em problemas de ereção. A ausência de uma ereção, então, tem um efeito tão negativo em sua autoconfiança que a ansiedade de não ser capaz de “executar” novamente na próxima vez é tão grande que não dá certo.

As pessoas ganham peso consumindo mais energia do que queimam

As pessoas ganham peso consumindo mais energia do que queimam, consumindo menos calorias ou energia, podem ajudar. No entanto, outros fatores desempenham um papel, como fatores genéticos, metabolismo, hormônios, tipo de alimento que você come, tipo de corpo e estilo de vida.

Fatos rápidos sobre perda de peso

Aqui estão alguns pontos importantes para perda de peso. Mais detalhes e informações de suporte podem ser encontrados no artigo principal.

Para perder peso, você precisa queimar mais calorias do que consome.

Uma dieta equilibrada e exercício combinado é uma maneira saudável e eficaz para perder peso.

Um adulto sentado de 31 a 50 anos deve consumir de 2.200 a 2.400 calorias ou menos todos os dias.

Dietas de conflito podem ter efeitos a curto prazo, mas é improvável que sejam bem sucedidas a longo prazo.

Toda mudança é difícil. Este também é o caso das mudanças no estilo de vida. Você tem que esperar que o caminho para um peso estável e menor possa oferecer problemas, especialmente no começo. O objetivo deve, portanto, ser uma redução de peso moderada, mas perceptível – aprox. 1/2 a 1 kg por semana. Então você reduz as “reações de protesto” do corpo, como fome grave, tontura, fadiga, dor de cabeça ou falta de sono.

Dor de cabeça, cansaço e fome intensa não ajudam a motivação – ao contrário. Se você satisfaz sua fome, será mais fácil ter energia suficiente para trabalhar na motivação. Inspiração e motivação exigem lucro, então não seja muito duro consigo mesmo quando tudo parece preto. Continue indo e fique. Motivação raramente vem por si só, mas sim como uma recompensa pelo trabalho duro.

Como posso ter sucesso?

Você pode ter sucesso fazendo um esforço de longo prazo. Portanto, é importante que você acredite em si mesmo e faça um esforço real. Encontre uma maneira que funcione para você, coma a maior parte dela como saturada e menos do que não satura. Portanto, não coma um pouco dos benefícios da vida, mas limite a quantidade. Encontre um nível adequado de exercício e seja mais ativo na vida cotidiana.

Acredite em si mesmo e aguente!

Você pode ter sucesso acreditando em si mesmo e acreditando que pode. Todos podem perder peso quando estão em um bom período com muitos lucros, mas como você reage à adversidade e ao fracasso motivacional? Você enfrentará adversidades e períodos difíceis, feriados e feriados – e aqui é importante que você seja teimoso o suficiente para continuar. Ele não precisa ser perfeito e você não precisa necessariamente seguir seu plano de emagrecimento, mas certifique-se de que ele é bom o suficiente e você não ganha peso. Quando o lucro e o desejo estão de volta ou você chega em casa de férias – volte ao seu plano e continue com sua perda de peso.